Sunday, January 21, 2018

Craques Eternos do SB: Bimbinha

Amigos reclamam do SB dizendo que o blog discrimina contra o futebol internacional na série dos craques eternos. É vero. Hoje abrirei uma exceção para falar do futebol do Maranhão, shit hole dos Sarneys, que fica perto do pré-çal de Lula, depois da casa do caralho. E vou começar falando de uma dos maiores escretes que a terra de Aluisio Azevedo já viu, o Sampaio Correa de 1979. O time parecia ter sido montado no Japão pelos produtores de Godzilla. Estava apinhado de monstros sagrados como Crésio no gol, Jorge Travolta [o brother do John] na zaga, Rosclin e Edésio no meio campo, Cabecinha [naturalmente uma criatura do Ceará] e, last but not least, o gigante imortal Bimbinha no ataque. Bimbinha era um jogador colossal, do alto dos seus 1,47m ele entortava as defesas com suas jogadas enigmáticas, que nem ele mesmo entendia o que queria fazer. Quando cortava veloz para a direita, a bola ia para a esquerda e vice-versa. Em meados da década de 80, o genro turco-fenício do Sarney estafado de tanto roubar em Brasília, foi passar um final de semana em São Luis. Depois de umas doses de Ypioca e conhaque de alcatrão, e azafamado num prostíbulo, ele aproveitou a ocasião para mandar aprovar uma lei estadual anulando a lei da gravidade, apenas para ver Bimbinha marcar gols históricos de cabeça. Mas, como tudo o que Sarney toca vira merda, após a carreira de boleiro, Bimbinha voltou a ser um maranhense típico, ou seja, se fodeu de vermelho, amarelo e verde e passou fome vivendo na rua da amargura.

 

Saturday, January 20, 2018

Cruciante Juiz Cruel Proíbe Mortadela na Avenida Paulista

Juiz barra ato pró-Lula na Paulista no dia do julgamento no TRF4.

Craques Eternos do SB: Vantuir

Antes dos 13 anos de governo do PT, o futebol brasileiro era coisa para homem, não tinha cotas para transexuais ou para mimizentos a la Neymarra. Para se profissionalizar como zagueiro o jogador tinha que saber o be-a-bá do esporte: 1) bicar a bola para o lado em que estiver virado; 2) bicar o adversário que estiver com a bola; 3) bicar o gandula que esconde a bola. Vantuir preenchia esses quesitos com excelência. Foi o maior quarto-zagueiro da história do galo mineiro de Minas Gerais. No seu tempo qualquer pessoa com mais de 1.80 m era gigante e se tivesse controle motor virava goleiro, senão zagueiro. Foi revelado pelo grande Yustrich, técnico conhecido pelo temperamento contemplativo e bonançoso. Atingiu o primor sob Telê Santana, que tendo Vantuir como modelo, dez anos depois tentou recriar seu futebol em Luisinho. Infelizmente Luisinho, a promessa mineira, virou um dos maiores meia armadores da história da Azzurra; em jogo memorável, com elegância e antecipação suas jogadas abriram a defesa com facilidade, como se fossem as pernas da Cleo Pires, para Paolo Rossi kidbengaliar a canarinho sem dó, nem piedade, mas com vaselina mineira [aquela que já vem com cerol]. Por falar em vaselina mineira, Vantuir entrava com vigor no bumbum guloso dos centroavantes. Mas estava sempre no estaleiro, coisa inerente aos jogadores do Galo da década de 70, todos bichados. Foi jogar no Grêmio no final da década. Em dez anos conquistou 3 campeonatos mineiros, dois gauchos e dois brasileiros.

 

Thursday, January 18, 2018

A Única Coisa que Realmente Funciona na Bahia é a Queima de Arquivo

Eficiência e excelência não rimam com a Bahia. Exceto no quesito de queima de arquivo. Vejam aí o que os capangas do Jesus baiano fizeram: O empresário José Roberto Soares Vieira, que foi vice-prefeito de Candeias pelo PT, foi executado ontem com nove tiros na rodovia BA-522, região metropolitana de Salvador. Vieira era a principal testemunha das investigações que levaram à prisão do ex-gerente da Transpetro na Bahia José Antonio de Jesus.

Krugman, Campeão das FakeNews

No século passado Krugman era um grande economista. Abandonou a carreira para virar colunista da Folha de Sumpaulo de Nova York, o New York Times. Seu estilo mistura a honestidade intelectual de Reinaldo Azevedo com a perspicácia e profundidade de Guga Chacra. Krugman é uma espécie de Pai Vavá de Oxossi da economia. Fez previsões impressionantes sobre os governos socialistas da America Latrina, tanto é que a Venezuela Bolivariana e a Nova Matriz econômica da terrorista retardada Dilma Rousseff, que foram festejados por ele, são sucessos estrondosos. Mas nada supera seu prognóstico científico em que ele vaticinou, logo após a vitória de Trump, que o Mercado de ações jamais se recuperaria... Mereceu de sobra o prêmio de fakenews concedido por Trump.

Craques Eternos do SB: Catinha

Katinha foi a maior revelação universal do Galo Mineiro do Paraná. Era um ponta arisco, que gostava de ciscar a bola como se fosse alpiste de jalapeño, fazia que ia mas não ia e acabava indo para chegar a lugar nenhum. Estreou no Vasco na goleada de 4 a 2 contra o Flamengo em 1979. Foi um lindo jogo como as características usuais do clássico. Valquir Pilantrel era o árbitro. Inventou um penalty sobre Adílio no qual o craque caiu no chão após um sopro transcendente de Ivan no seu cangote. Zico bateu o penalty com sua esmerada perícia e Lião foi lá no canto defender. Pilantrel vexado, mandou voltar a cobrança, porque naquele tempo a Globo controlava a Flapress e pagava a CBF religiosamente em dia toda vez que Zico marcava um gol. Essa prática foi disseminada pela Flapress Paulista para promover o menino Neymar na canarinho. Zico bateu e marcou empatando a peleja. Mas o Vasco dominava e fez mais dois gols. O ultimo com uma jogada de Katinha em que cara a cara com o Cantareli errou o gol bizonhamente. Dinamite chegou para acabar a parada soltando um porradão de bico destinado a: 1) espicaçar a bola; 2) decepar a cabeça de Cantareli; e 3) furar a rede. Catinha foi jogar no Ceará que tinha um time de gigantes em que ele se destacava como o jogador de maior estatura. Virou herói do Vozão em 1984 marcando o gol do título estadual histórico contra o antológico Guarany de Sobral.

Wednesday, January 17, 2018

Craques Eternos do SB: Biro-Biro

Poucos times no mundo tiveram tantos e saudosos craques sararás como o Corinthians. Se o time jogasse na Tanzania seria literalmente devorado pela galera. Em sua galeria figuram Ruço, Romeu e Biro-Biro. Entre esses Biro-Biro merece destaque pois em cerca de dez anos foi campeão paulista 4 vezes com o manto sagrado do PT. Fez parte do escrete de 79, e participou da democracia curinthiana. Formou o fantástico quadrado do meio de campo que era um losango com Paulinho [o genuíno e não o fake da geração Neymarra], Zenon e Sócrates. O Doutor era o dono do time, pois era o único que sabia ler e escrever. Era quem tinha a chave da 51 e do livrinho vermelho de Mao que ditava as táticas de guerrilha do futebol mosqueteiro. Mario Travaglini só palitava os dentes. Esse meio de campo servia, como um típico garcon cearense, o poderoso ataque formado por Ataliba [um ponta direita genial com o QI de um Guga Chacra] e Casagrande, que naquela época batia um bolão comentando futebol. Biro-Biro marcou dois gols nos Bambis no jogo final do paulistão de 1982, apitado por José Assis Aramengão. Um dos seus gols contou com a publicidade da Perdigão, protagonizado por Waldir Perez que levou um lindo frango Sadia para casa. Quando abandonou o futebol virou politico. Foi candidato a deputado federal por Manguaguá no qual só ganhou dois votos, um deles do diretor da Mancha Verde local, nosso Calábrio Thiago, e o outro ninguém sabe dizer, pois ele não votou em si mesmo.

A UFPE é Fecal: Cloaca Onde o Cu Substitui o Cérebro

Você aí, otário que paga impostos, você sabia que sustenta inúmeros picaretas chuparolas que ao invés de trabalhar estão praticando o sexo anal para a produção de saberes na UFPE? Antigamente dar o briocó e rebolar na jamolenga só transmitia AIDS, hoje transmite conhecimento do prolapso pornográfico e dá titulação de mestre ou doutor. Vedem esse esgoto deplorável.

Tuesday, January 16, 2018

Obama, Hezbollah e o Tráfico Internacional de Drogas

Trump abriu os portões do esgoto socialista internacional, a associação de Obama com o Hezbollah e o tráfico de drogas. O Hezbollah entrou como sócio no tráfico de drogas na América Latrina [AL] que é comandado pelos Bolivarianos. Obama deu carta branca ao Hezbollah em seu acordo nuclear com o Irã, um dos seus desígnios era reforçar seus aliados comunistas na AL. A investigação de Trump, se não for sabotada pelos militantes do partido democrata infiltrados nos orgãos de law enforcement, vai necessariamente envolver a cúpula do PT, já que um dos braços esquerdos do PT no crime, o PCC, tem uma longa e produtiva aliança com o grupo terrorista xiita.

ONU, União Universal de Vagabundos Comunistas Ajuda Lula a Fugir da Cadeia

Como é possível que um petista, ou seja, um vagabundo profissional, como Graziano manipule uma agência internacional, a FAO que faz parte da ONU, para cometer um crime? Ele manipulou a agência para atender os interesses partidários do PT, inventando um encontro ad hoc na Etiopia, shithole sem acordo de extradição com o Brasil, para acolher o fugitivo Lula logo após seu julgamento em segunda instância. Se a ONU não expulsar esse calhorda a pontapés ela deixara' visível o que realmente é: um aparelho do movimento socialista internacional.

Monday, January 15, 2018

Professora da Universidade de Illinois Diz que a Matemática é Racista

A Universidade de Illinois ganhou fama imortal ao formar PhDs em economia da envergadura de Rafael Correa, ditador bolivariano do Equador. A notoriedade campineira operou como um ímã para brasileiros. Até mesmo o Eike Batista do globalismo americano, Jorge Paulo Lemann, dá [ou dava] bolsas de estudos para lá. Além dos brazucas ela atrai a nata dos latrinos americanos, todos, obviamente, esquerdistas idiotas inúteis tal como esta professora de estupidez singular e cristalina: A professor at the University of Illinois made the claim that algebra and geometry perpetuate white privilege because “emphasizing terms like Pythagorean theorem and pi” give the impression that math “was largely developed by Greeks and other Europeans.” Rochelle Gutierrez’ work “focuses on equity issues in mathematics education,” and worries that evaluations of math skills can perpetuate discrimination against minorities, especially if they do worse than white students.

Pode Já Ir se Acostumando a Dar Tiro no Pé

Bolsonaro diz que não votará a favor da reforma da Previdência em fevereiro.

Professor do Insper Indiciado pela PF

Haddad, petista incompetente e estrela do Insper, indiciado por caixa 2.

Catimbó Viquim Bate Soteropolitanos de New Ólins

Os Saints jogam um futebol moderno com gosto de frango frito temperado com pimenta e vodu. Os macumbeiros do bayou não imaginavam que as mandingas de Odin fossem mais poderosas do que as de Ogum. Os Viquim, time dos antepassados de 64% da população brasileira, venceram o jogo numa virada da virada sensacional. O jogo foi mais sobrenatural do que um Ba-Vi decisivo.

No Brasil Onde Vagabundo Manda é Assim: Sonegador Togado Julga Em Causa Própria

A presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) tomou uma decisão que na prática beneficia ela mesma em um processo para não pagar imposto de renda sobre um benefício dado a magistrados. Em outros julgamentos, o próprio tribunal já havia decidido a obrigatoriedade da cobrança do imposto.

Sunday, January 14, 2018

Craques Eternos do SB: Beijoca

Beijoca foi o maior cangaceiro do futebol. Matava a bola no peito e na peixeira. Tratava a gorduchinha com reverência, como se fosse um coco verde. Grande goleador no Bahia, fez parte de times antológicos jogando ao lado de monstros sagrados como Sapatão, Baiaco e Altimar. Ganhou uma porrada de vezes o campeonato baiano, sempre disputadíssimo por 6 ou 7 times, geralmente vencendo as partidas por W.O. ou catimbó. Era delicado como um bailarino, parecia um Baryshnikov de Xique-xique, gingando leve e suavemente rabos de arraia e queixadas nos pescoços dos adversários. Como todo soteropolitano tinha enorme talento musical e tocava a bola com a técnica refinada exigida pelo Berimbau. Centroavante trombador, nunca acumulou pontos na carteira de motorista. Seus paranauês na grande área deveriam ter sonoplastia de Charlinhos Brown mandando ver uma timbalada nos tambores do Pelor. Dada sua impressionante folha corrida nos campos da boa terra foi para o Flamengo em 1979, com carta de recomendação de Geddelinho Vieira. O mais querido do Brasil como sempre estava sedento por marginais de boa qualidade & procedência. Quando entrava em campo a torcida ia ao delírio. Não estava familiarizado com o funk carioca, com ritmo e letras mais complexos do que a bunda music baiana, mesmo assim Beijoca era sinônimo de festa para a mulambada, pois o pau comia em campo mais livre, leve e solto do que nos videos educativos da Anitta. Após a copa de 2002, a imprensa especializada de si mesmo afirmou que Beijoca era melhor do que Ronaldinho fenômeno. Desse modo, Beijoca ganhou a eternidade prenunciando o prodígio Obina.

 

Deusdina, Tinhosa Bandida Mineira Subliminar?

As ratazanas mineiras de Minas Gerais roem o redondo queijo Minas silenciosamente na calada da noite. A tinhosidade é inerente aos roedores mineiros onde quer que infestem. Os cargos públicos são seu queijo Minas. Tomem a Caixa Econômica como exemplo. Nela uma vice presidente mineiramente condiciona, com aquele jeitinho mineiro inocente de quem não quer nada além de enrabar o pagador de impostos com vaselina made in MG, um empréstimo para a CEMIG a uma sinecura no seu conselho diretor.

Saturday, January 13, 2018

Laranja do Globalismo Apóia a Candidatura de Huck

Luciano Huck deu contribuições seminais aos punheteiros do Brasil varonil, lançando as deliciosas tenras e crocantes Tiazinha e Feiticeira. Isso, claro, o qualifica para ser presidente do Brasil, afinal somos uma putaria generalizada. Sem surpresa, Huck é o candidato do homem mais rico do país Jorge Paulo Lemann, o Eike Batista dos globalistas americanos, laranja oficial de Warren Buffett. Logo, por extensão, Huck é o candidato das feministas [feminazis] financiadas por Soros. Elas certamente o qualificarão como defensor da dignidade feminina, imitando o spin da Oprah que defendeu seu amigo estuprador serial Harvey Weinstein, atacando Trump.

O Infinito Ridículo de Paul Romer e do WB

Não há limites para a esquerda. Tudo, absolutamente tudo o que toca é conspurcado por sua ideologia. Tomem como exemplo o grande economista Paul Romer, hoje economista chefe do World Bank [WB]. Ele ficou puto com os reports de competitividade de negócios que mostram o Chile da presidente socialista Bachelet caindo nos rankings. Coisa óbvia, todo país governado por socialistas é averso ao mercado, afinal essa é a plataforma da Bolivariana Bachelet, e portanto deve cair em qualquer ranking sério de competitividade. Mas para o esquerdista Paul Romer isso é um absurdo! Ele mandou refazer os reports alegando que não têm consistência metodológica. Está claro o seu interesse, ele quer inverter os fatos e reescrever a história. Doravante o Socialismo de Bachelet será considerado o modelo ideal para o capitalismo competitivo.

O MPF é uma Maldita Cloaca Depravada e Sórdida Subserviente ao Gayzismo Globalista

Ministério Público Federal quer militares transexuais nas Forças Armadas.

Craques Eternos do SB: Jairo

Jairo foi um grande goleiro. Tinha 1 metro e 94 cms. Foi revelado pela maior escola de arqueiros da humanidade, a do Fluminense, que deu ao mundo os grandes nomes da camisa 1 como Carneiro de Mendonça [o primeiro goleiro da seleção brasileira e o maior de todos], Batatais, Castilho e Felix. Jairo era o terceiro reserva de Felix. Sem poder jogar no maior clube do Brasil foi transferido para o Coritiba onde marcou história como o jogador que mais jogou pelo Coxa. Foi campeão no Corinthians em 1977 e 79 e levou 5 gols na volta de Roberto Dinamite ao Vasco vindo de Barcelona, onde fingiu que jogou pelo Fortaleza metro. O grande Oswaldo Brandão o convocou pra canarinho e ele participou do jogo Brasil x Uruguay em 1976. O jogo tinha tudo para dar certo, no escrete brazuca jogavam Miguel, Chicão, Dinamite e Lula, atletas reconhecidos pela serenidade, sang froid e amor no coração. A peleja ficou imortalizada por um dos porradões generalizados mais lindos dos anais da bola. Tudo começou no final do jogo, numa das raríssimas vezes em que Zico honrou a amarelinha e não amarelou. Saiu do meio campo dibrando todo mundo e na entrada da área Ramirez, defensor soteropolitano da celeste, fã dos Tupamaros, tentou dividir seu rico futebol, partindo-o no meio. Rivelino, como craque, capitão e dono do time tomou as dores do galinho e, escondido atrás de Orlando Lelé, deu um soco na boca de Ramirez. Quando o jogo terminou, Ramirez correu atrás de Rivelino e o pau comeu a la kidbengala no bumbum glutão dos animais charruas. Os gauchos orientais só recuaram depois que Jairo aterrisou uma voadora de 25 metros no meio da confusão, sua jogada mais pitoresca. A pacífica malta carioca foi a loucura gritando “porrada”. Logo depois o Flamengo, clube de alto nível especialista em marginais, vendo a categoria e talento de Ramirez para o crime, covardia e delinquência o contratou a peso de ouro.

 

Thursday, January 11, 2018

Os Efeitos Elementares do Corte de Impostos

Enquanto os militantes esquerdistas com diplomas de economia dizem que o maior problema do mundo é a desigualdade de renda e pregam mais impostos para reduzi-la, Trump corta os impostos e cria mais empregos e mais renda, distribuindo-a efetivamente, para o desespero dos jênios paulistas Ivy league: 81 companies announce wage hikes, bonuses, benefits in afterglow of Trump tax reform

Craques Eternos do SB: Manfrini

Manfrini foi o maior craque que o mundo não viu. Revelado na Ponte Preta, chegou a bater bola no Palmeiras. No Palestra não foi considerado carcamano raiz, por não ser perna de pau e falar o paulistano com sotaque insuportavel em falsete Rosettoniano. Foi para o Flu, e em 1973 era disparado o melhor jogador do Brasil. Graças a ojeriza de Zagalo ao futebol arte, i.e., aos craques do Fluminense, ele decidiu não levar Manfrini para a copa do mundo de 1974. Se Manfrini fosse jogador de um dos times acionistas da CBF [chamada de CBD] como o Sumpaulo ou Flamengo, seria obrigatoriamente convocado, ainda mais dada a pressão insuportável da Flapress paulista. Na canarinho barraria Leivinha, para felicidade universal da nação. Manfrini era o pacote completo e integral: combinava inteligência com habilidade, força física com visão de jogo, posicionamento com explosão e, last but not least, batia com as duas e cabeceava bem. O beato Francisco Horta, presidente do Fluminense, queria ir para o céu fazendo caridade, daí num momento de insanidade ensandecida decidiu desmontar a máquina tricolor doando metade do time para o Botafogo de Charles Borel [que assinava Borer]. Borer era o Sarney dos presidentes de times de futebol, onde tocava virava merda. Manfrini, Gil, e Mário Sérgio foram para o time da estrela socialista solitária em troca de Marinho Chagas. Sim, isso mesmo, o paraíba oxigenado Marinho Chagas. Obviamente jogando para o time de várzea do Partidão um craque como Manfrini estava destinado ao desespero, seu futebol de dimensões continentais a estremadura e sua destreza ao aniquilamento.

Bruno Garschagen Conversa com Olavo de Carvalho

A inteligência e conhecimentos extraordinários de Olavo de Carvalho ficam em evidência quando alguém preparado, agudo e educado como Bruno Garschagen o entrevista. Confiram a extraordinária conversa: Bruno Garschagen conversa com Olavo de Carvalho – SAPIENTIAM AUTEM NON VINCIT MALITIA

A Demanda Inelástica por Jiripoca Dá Trabalho Sim, Amiguinho

A Ministra gazeteira do Trabalho, Cristiane Brasil, 43 anos, diz ter 30 em App de paquera.

Wednesday, January 10, 2018

Craques Eternos do SB: Ivo Wortmann

Ivo foi o maior jogador alemão do futebol brasileiro. Como tal era também o único alfabetizado. Dono de um futebol limpo, qual um Beckenbauer de Quaraí, batia com precisão metalúrgica, anestesiava com cuidado cirurgico e esterelizava com retidão prussiana. Começou direto no profissional sem passar pelas categorias inferiores. Seu diploma em educação física fazia um diferencial significativo no aquecimento pré-jogo. Era um volante elegante, de futebol finório; a bola nunca aplicou um Maria da Penha nele pois jogava sem a grossura inata dos conterrâneos gaúchos. Foi para o América do Rio numa transação que levou Tarciso para o Grêmio. Quer dizer, trocaram meia dúzia por seis, noves fora. Após o sucesso no Rio o Galo Mineiro de Madrid o contratou, mas ele levou pau no eletrocardiograma e não pode ser vice-campeão de nada na Espanha. Foi jogar no Palmeiras para preencher o vazio eterno deixado por Dudu. Mas foi o vazio que o preencheu. Sua carreira como boleiro e treinador é impressiva, mais de 40 anos sem qualquer título, exceto a Taça Guanabara de 1974, ganha ao lado de Flecha, Orlando Lelé e Luisinho cambalhota, que equivale, no mínimo, a dois mundiais.

 

Tuesday, January 9, 2018

Qual é a Droga da Moda em Hollywood? A Cultura das Celebridades Perdeu a Estribeira: A Demência de Gwyneth Paltrow

A insanidade parece ter dominado Hollywood. Trata-se de uma distopia de Aldous Huxley. Vejam este caso. É simplesmente inacreditável e, acreditem, não é piada. Gwyneth Paltrow está vendendo um kitizinho para socar café quente no rabicó por U$135 milréis: a slickly-designed "lifestyle brand" owned by actress Gwyneth Paltrow, has recently been promoting an at-home coffee enema kit. Yep, for just $135, you can purchase the “The Implant O’Rama”, basically a glass jar with some tubes and a squeeze pump designed to spout coffee up the anus. [HAT TIP, MB]

No Piauí Bimbo é Paga com Dinheiro Público

O amor é lindo e sagrado, principalmente quando cada bimbada é paga pelo contribuinte otário. No Piauí corrupção e putaria são levados a sério, com profissionalismo e dedicação. Evidentemente ainda precisam evoluir muito para chegar no nível do Maranhão dos Sarneys. Vejam como se comportam membros deste tribunalzinho de porta de cadeia: PRESIDENTE DO TJ DO PIAUÍ NAMORA CHEFE DE GABINETE QUE ESTÁ NA FOLHA HÁ UM ANO. NAMORADA DE PRESIDENTE DO TJ DO PIAUÍ RECEBEU FÉRIAS NO 5º MÊS

França: Entre o Feminismo e o Anti-Americanismo

O feminismo é a versão histérica do comunismo. Mas vejam que interessante. As comunistas francesas preferem renegar o feminismo, que até então era seu pão com manteiga, para espezinhar suas companheiras de luta, apenas por serem americanas. Entre o feminismo e o antiamericanismo as feministas francesas preferem o antiamericanismo. Obedecem cegamente o primeiro mandamento Sartreano sagrado da esquerda gaulesa, que é sempre o de lutar contra os EUA. Elas chacotam das vadias milionárias de Hollywood que vem a tona com discurso moralizante 20 anos depois de terem sido Kidbengaliadas, de todas as formas possíveis e imagináveis, pelo estuprador serial e militante do partido democrata, Harvey Weinstein. As gostosinhas francesas, mancomunadas com velhas incomiveis, parecem o meme com o desenho de um sujeito suando porque há dois botões com opções que se contradizem para apertar.

Trump e a Realidade Demolem as Fakenews: New York Times é o Primeiro a Ser Nocauteado

A imprensa americana é hoje o principal partido de oposição no país devido a desmoralização, falta de idéias e compostura do PT americano, o partido democrata. Infestada de comunistas com carteirinha de jornalista a grande mídia CNN, NBC, CBS, ABC e Washington Post e New York Times (NYT) milita desavergonhadamente - com suas fakenews,- contra a administração Trump. Trump segurou a barra, fez um excelente primeiro ano de governo e agora a realidade começa a carcomer a estrutura da mídia corrompida. O New York Times é o primeiro a beijar a lona, senão, vejamos: 1) The Trump Effect: Business, Anticipating Less Regulation, Loosens Purse Strings; e 2) The Decline of Anti-Trumpism.

Craques Eternos do SB: Zanata

Antes do racialismo impetrado pelo regime petista, durante a ditadura militar socialista do Brasil vigorava um rigoroso sistema de cotas no futebol. Cada time poderia ter, no máximo, um loiro jogando. Isso explica porque com a chegada de Samarone, Zanata saiu do Flamengo para ir jogar no Vasco. No Vasco foi campeão Brasileiro em 74 e mundial, i.e., carioca de 1977. Zanata era um volante memorável, parecia o Mr. X, pois tinha o inegável talento de sumir em campo e ninguém saber onde estava. Diziam que marcava a propria sombra com afincamento e tenacidade. Se observarem com cuidado, estava sempre escondido às costas do gigante Alcir Portela. De vez em quando acertava um porradão de fora da área e quando não fazia o gol, Fio Maravilha, Roberto ou Dé aproveitavam o rebote e escoravam para o fundo das redes. Quando cansava, inventava uma contusão para ficar meses no estaleiro tomando umas Brahmas, ou praticando seu esporte predileto, o jogo do bicho, pelas bandas do Irajá.

 

Monday, January 8, 2018

Oprah: O Mau-Caratismo de Obama no Corpinho de Preta Gil

Ontem a fakenews entrou em polvorosa após o discurso de Oprah no Golden Globes. Ela provou, com o típico rigor lógico dos petistas americanos, os militantes do partido democrata, que Harvey Weinstein estuprou uma porrada de vagabundas em Hollywood a mando de Donald Trump. Por isso já está sendo considerada uma estadista da envergadura de Mugabe e Mandela e uma candidata imbatível para a Predidência dos EUA.

Sunday, January 7, 2018

A Inefável Lavagem de Dinheiro do Tráfico de Drogas

O Flamengo é o time oficial do PCC e do Comando Vermelho, 17 em cada 10 marginais brasileiros torcem para o rubro-negro. Por isso não surpreende ninguém que seja o time que lava a grana dos traficantes. Mas não se limita apenas a indústria do asseamento de roupas, o Fla decidiu participar ativamente do tráfico internacional de drogas e anuncia: Hulk, a maior contratação do Brasil para 2018.

Craques Eternos do SB: Leivinha

Leivinha foi o maior enganador que o futebol mundial já viu. O Galego foi revelado pela Portuguesa e ganhou notoriedade jogando pelo Palmeiras. Deveras, todos os craques e ídolos do verdão vem sempre da Portuguesa, como Julio Botelho e Djalma Santos. De todos os boleiros galego-carcamanos retratados nessa série fabulosa do SB como Samarone, Zanata e Manfrini, Leivinha era incomparavelmente o pior e por causa disso ganhou a titularidade absoluta na canarinho de Zagalo em 1974. O Brasil naquele tempo não sabia perder copa do mundo, Leivinha foi seu primeiro professor, logo depois sucedido e superado pelo notável pedagogo Zico. Grande cabeceador, aliás só fazia gol de cabeça, não tinha a vantagem comparativa de uma cabeça cearense, como Jardel, para marcar. Foi bi-campeão brasileiro jogando ao lado do craque neurastênico Fedato, o primeiro Paulo Nunes do Palmeiras. Foi ídolo no galo mineiro de Madrid, onde acostumou a torcida a apreciar colossos da bola brasileiros como Balthasar, o artilheiro de Deus e Juninho.

 

Um Homem Público Integral

Pedro Corrêa confirmou ao Globo que participou permanentemente de esquemas de corrupção e de compra de votos em seus quase 30 anos de vida pública. O ex-deputado federal e ex-presidente do PP condenado por corrupção e lavagem de dinheiro também detalhou um acordão para tentar salvar todos os envolvidos no mensalão a partir da narrativa de que se tratava apenas de caixa dois. Os idealizadores seriam dois dos mais famosos advogados do país — Márcio Thomaz Bastos e Arnaldo Malheiros Filho, mortos em 2014 e 2016, respectivamente — e Lula, o avalista.

Saturday, January 6, 2018

Craques Eternos do SB: Samarone

Os canhões de Samarone detonavam defesas, furavam redes e conquistavam títulos eternos para a galeria infinita do Fluminense. O craque galego, de apelido italiano, nasceu em Santos. Nunca jogou no time de Pelé, que estava mais preocupado em criar a geração imortal de Orlando Lelé para enfrentar monstros sagrados como Gilberto Sorriso. Surgiu na Portuguesa Santista donde foi recrutado para o tricolor carioca pelo maior jogador brasileiro anterior a era Pelé, Tim, o Elba de Pádua Lima. No Fluminense formou uma melhores linhas que o mundo abasbacado já viu: Cafuringa, Samarone, Flávio e Lula. Conquistaram o primeiro e mais importante título mundial da vida de Telê Santana como treinador de futebol, o carioca de 1969. Em seguida conquistaram o maior e mais importante Campeonato brasileiro de todos os tempos, o de 1970, disputado logo após a copa com todos os craques jogando no Brasil. Samarone foi a maior ausência da seleção de 70, pois o alagoano Zagalo detestava seu talento e inteligência e o expulsava de todos os times que treinava. No Flamengo em 1972 ensinou tudo o que sabia, incluindo envergar uma camisa 10 com respeito e dignidade, a um magrelinho famélico da bola que atendia pela alcunha de Zico e, claro, foi o ídolo de Junior, o capacete. Abandonou o futebol para virar engenheiro, pois calculo estrutural não funciona em time dirigido por cabeças de bagre.

Craques Eternos do SB: Michael Jackson

Michael Jackson - Rock With You

Colégio Bandoleirantes, Uma Excrescência Fecal de Paulo Freire

Colégio inclui livro de Marilena Chauí em lista e pais se queixam.

Friday, January 5, 2018

O Mal em Si: De Assassino Quando Criança, a Pedófilo Adulto

O mal existe, um exemplo de livro-texto é dado por este maldito pobre diabo, Jon Venables, autor de um dos crimes mais perversos da humanidade cometido quando tinha apenas 10 anos de idade: James Bulger killer Jon Venables charged over indecent images of children. Venables, one of James Bulger's killers, will appear at unnamed court, the Crown Prosecution Service says.

Pornochanchada Investigada: Lula, o Filhodaputa do Brasil

O PT é impressionante, uma espécie de Sarney com esteróides, pois rouba tudo o que toca. Até o incomparavelmente péssimo cinema nacional, especializado em pornografia estrelada por palhaços da Globo, se torna fonte de fraude, corrupção, lavagem de dinheiro e o caralho a quatro: Lava Jato investiga ‘Lula, o filho do Brasil’. Polícia Federal mira o financiamento do longa sobre a vida do ex-presidente, lançado em 2010, e até já convocou o empreiteiro Marcelo Odebrecht e o ex-ministro Antonio Palocci.

Craques Eternos do SB: Liminha

O Flamengo nunca foi um celeiro de craques siderais como o Fluminense com Didi, o Santos com Pelé e o Vasco com Romário, mas sempre foi o maior produtor de meio campistas úteis e funcionais do universo. Todos se lembram de Andrade e Adílio, um marca e desarma, o outro cria e arma, tudo com elegância, jogando bola de verdade, sem gimmicks, sem frescura, sem pontapé, sem grossura, futebol de excelência. A prova disso é que o Flamengo nunca teve vantagem comparativa na fabricação de cabeças de área e bagre, uma província naturalmente gaúcha. O Flamengo manufaturava volantes galore, i.e., criava uma multitude de jogadores com talento e inteligência que atuavam no meio campo. Liminha é a marca registrada dessa fundação rubro-negra. Um dos jogadores que mais atuou pelo urubu, que jogava com dedicação, profissionalismo e raça. Carregava pianos como quem leva uma bisnaga debaixo do sovaco. Fez parte do elenco que tirou a urucubaca em 1972, de 7 anos sem título do unico campeonato que importava no mundo, o carioca. No futebol mimimi da geração Neymarra, Liminha seria pura Kryptonita.

 

Larica Time: Trump Kidbengala os Maconheiros

Trump joga uma pá de cal em mais um legado do maconheiro Obama. Seu esforço em desfazer todo o imenso estrago de Obama vai colocá-lo, certamente, entre os melhores presidentes do país. A esquerda é, por definição, contra a iniciativa privada, exceto quando se trata do tráfico de drogas, que ela defende com unhas e dentes [e, principalmente, com os narizes]. Vejam como o Pravda de Los Angeles noticia: Trump administration targets recreational pot, placing thousands of marijuana businesses in California at risk.

Thursday, January 4, 2018

O Spin do Spin do Spin Nível Masterclass do Universo

Ontem o SB postou sobre a técnica do spin, comumente usada pela esquerda Americana em seus órgãos oficiais de desinformação. Nós estamos presenciando diariamente seu enlouquecimento que atingiu categoria hard em alucinação, trapaça e empulhação. Um exemplo de livro texto do spin é dado pela Bloomberg, agência de notícias do ex-prefeito globo-socialista de Nova York, o idiota que proibiu o consumo de refrigerantes na cidade. Ele decidiu que quer competir de igual para igual com as outras fakenews do porte da NBC, CNN e New York Times. Por isso criou um dos spins mais fantásticos de todos os tempos: Ele chamou Trump de Marxista

Delenda Porto Alegre, Dizia o Comunista Jungmann

Zedirceu convocou o exército de vagabundos do PT para invadir e destruir Porto Alegre no julgamento de Lula pelo TRF-4. O prefeito Marchezan pede ajuda as tropas federais para proteger a cidade. O comunista Jungmann, infiltrado no commando das forças armadas já disse que vai recusar o pedido do prefeito de Porto Alegre. Ele quer que a cidade mais comunista do planeta seja obliterada do mapa. É, faz sentido.

Craques Eternos do SB: Rubens Galaxe

Houve um período em que o futebol brasileiro parecia o estacionamento da Sendas, cheio de carro velho. Entre nossos lemons havia Fuscão e Chevrolet distribuindo carrinhos e pontapés a la vonté no Palmeiras, e Junho Brasília tentando dar a partida e esquentando o banco no Mengão. Mas, obviamente, nenhum deles se compara em categoria e elegância a um Galaxe, Rubens Galaxe. Dono de um futebol extraordinário, pois sabia cruzar e desarmar o adversário, duas qualidades inéditas em um mesmo defensor, Galaxe também acelerava em ambas as laterais e, se necessário, estacionava na cabeça de área. Dependable, não dava trabalho e não precisava ir pro mecânico, estava sempre a disposição do time. Apesar de jogar ao lado de PC Caju, Gerson, Abelao, e Doval era o único Galaxe que não bebia. É um emblema do melhor e mais tradicional clube do universo, o Fluminense, onde conquistou 5 campeonatos mundias do estado e jogou mais de 450 partidas.

 

Doença Mental é o Novo Normal e os 18 cms no Bumbum Guloso

O sociólogo Joaquin Teixeira corretamente observou que há nos dias de hoje heróis do povo brasileiro capazes de mordiscar 18 cms com o bumbum ardente e guloso, mas não aguentam uma piada. Exemplos de desarranjo mental abundam. O deputado do partido socialista do Leblon [PSOL] Jean Aero Wyllys, por exemplo, defende o Islam,  religião da paz que assassina todos os gays como ele. Esse tipo de comportamento doentio, perverso e perigoso, é mais frequente nas universidades americanas, infiltradas até o talo por militantes comunistas. Considerem este professor, branco, que clama pelo extermínio da raça branca. Ao invés de ser varrido do universo acadêmico, ele acabou sendo promovido e contratado por uma universidade top, a New York University [NYU]. Deveriam perguntar a Tom Sargent, prêmio Nobel de economia e professor da NYU, o que ele acha de trabalhar com um colega que quer estourar seus miolos no paredão.